10 lições da parábola dos talentos para refletir

lições da parábola dos talentos para refletir

Talento na parábola em Mateus 25:14-30 significa um bem de valor que Deus nos confiou nesta terra para abençoarmos outras pessoas. No contexto da parábola, talento não são apenas as habilidades e dons, mas tudo aquilo que recebemos do Senhor nesta vida.

Aqui estão dez lições do significado e explicação da parábola dos talentos para sua reflexão:

1. Deus confia bens aos seus servos

14 Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens,”

Não podemos ficar orgulhosos, porque o que temos, rebemos de Deus. Não merecemos, mas por bondade o Senhor nos deu.

Devemos entender que Ele nos “deu” para usar para o bem. Na verdade, Deus nos entregou, nos confiou bens. Ou seja, ainda é Dele.

Se você tem um dom ou uma habilidade de liderança, foi Deus que lhe confiou, mas pertence a Ele. Sua família, seu trabalho, seus bens financeiros, Deus lhe entregou para administrar. Portanto, cuide bem daquilo que está em suas mãos.

De acordo com o significado de “talento” na parábola, esses talentos podem ser os dons espirituais, dons ministeriais, habilidades, dons naturais, família, ministério e recursos financeiros.

2. Deus dá conforme a capacidade de cada um

15 e a um deu cinco talentos, e a outro, dois, e a outro, um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe.”

Muitos olham para o que o outro tem e pensa “eu deveria receber mais que ele” ou “eu deveria ter aquilo e não ele”. Muitos não estão contentes com o que tem.

No entanto, vemos na parábola que o senhor daqueles servos distribui segundo a capacidade de cada um. Ou seja, Deus é justo.

Ele sabe da nossa capacidade. Ele conhece nossa estrutura. Além disso, a quem mais lhe for dado, mais será cobrado.

Não significa que o que recebe menos, é menor ou seu galardão será pequeno. A medida nossa é diferente dá de Deus. Ele recompensa pelo esforço de cada um conforme recebeu.

Então fica tranquilo, o pouco que você tem, para Deus significa muito quando bem usado e cuidado.

3. Deus espera que trabalhemos com o que nos deu

16 E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles e granjeou outros cinco talentos.17 Da mesma sorte, o que recebera dois granjeou também outros dois.18 Mas o que recebera um foi, e cavou na terra, e escondeu o dinheiro do seu senhor.”

Quando o senhor daqueles servos na parábola se ausentou para longe, ele tinha expectativas que eles trabalhassem com os talentos. Ou seja, ele esperava aumento e crescimento de seus bens.

Honrar somente na frente é bajulação, pois a verdadeira honra acontece quando elogiamos ou fazemos o bem na frente e também na ausência da pessoa.

Como servos de Deus precisamos usar nossos talentos, nossos dons, nossas habilidades e nossos recursos para abençoar alguém. Isso é aumentar os talentos.

Quando você ensina seus filhos no caminho do Senhor, está aumentando o talento. Quando você contribui para o crescimento ministerial de seu cônjuge, está granjeando seu talento. Se você prega a palavra de Deus com fidelidade ou pastoreia com amor, está cuidando bem daquilo que Deus lhe confiou.

4. Haverá um acerto de contas

19 E, muito tempo depois, veio o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles.”

A parábola diz que o senhor daqueles servos veio para um acerto de contas acerca dos talentos. Demorou, mas veio. Houve, portanto, um encontro para ajustar as coisas.

Da mesma forma, teremos um acerto de contas com o nosso Deus. A qualquer momento, Ele vem para saber o que fizemos com o que Ele nos entregou. É muito sério isso.

Não entenda que esse acerto de contas acontecerá apenas quando Jesus voltar. É claro, que o maior juízo acontecerá quando o Senhor recompensará os féis na sua vinda. Mas, aqui na parábola, é mais do que aquele dia. Significa que o Senhor pode vir até nós a qualquer tempos que Ele acha justo para acertar contas.

Na parábola, o senhor veio e entregou mais talentos para os fieis que trabalharam bem. Então, isso significa que houve mais oportunidades de granjear outros talentos.

Por exemplo, Deus te deu uma missão para você fazer que durará um ano. Após aquele tempo, Ele vem para o acerto de contas. Se você for fiel e cumprir o propósito, certamente Deus te recompensará pelo seu trabalho e te dará mais “talentos”.

5. Haverá uma recompensa para os bons

20 Então, aproximou-se o que recebera cinco talentos e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que ganhei com eles.21 E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.”

Na parábola, o servo faz um elogio para os servos que trabalharam bem como duas qualidades, “servo bom e fiel”.

Porque, para negociar os talentos com fidelidade, os servos precisavam ser bons. Até porque, não eram para eles, mas para o senhor deles. Então, precisavam de bondade no coração para fazer algo para alguém e além disso, quando este alguém se ausenta.

Como servos de Deus, precisamos ter bondade no coração para usar nossos dons. Precisamos ter bondade para trabalhar para o Reino de Deus. Precisamos ter bondade para amar aqueles que Deus colocou em nossas vidas.

6. Haverá uma recompensa para os fieis

20 Então, aproximou-se o que recebera cinco talentos e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que ganhei com eles.21 E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.”

Outra virtude que o senhor elogia nos servos que trabalharam bem é a fidelidade. “Servo bom e FIEL”.

O senhor daqueles servos tinha ido para longe e não disse quando voltaria. Por isso, a fidelidade era necessária.

Muitos querem um Deus fiel, mas não querem ser fieis a Ele. Deus é fiel e você?

Fidelidade é permanecer o mesmo na presença e na ausência. É honrar o que falamos e cumprir o que prometemos. Tenha compromisso com o teu Deus.

7. Seja fiel no pouco

22 E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles ganhei outros dois talentos.23 Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.”

Uma das palavras que o senhor falou para os dois servos bons foi “Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei”. Como se explica isso?

Primeiro, os servos fizeram aquilo que aos olhos dos outros ou até mesmo deles, eram pouco, mas agora estavam recebendo muito (recompensas, honras). Segundo, foram fieis no pouco (numa quantidade menor), mas agora o senhor confiaria muito (uma quantidade maior).

Da mesma forma, Deus nos prova no pouco. Se formos fieis, então Ele nos confia mais.

8. Não seja negligente

24 Mas, chegando também o que recebera um talento disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste;25 e, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.26 Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabes que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei;27 devias, então, ter dado o meu dinheiro aos banqueiros, e, quando eu viesse, receberia o que é meu com os juros.”

Tiago diz: “Aquele, pois, que sabe fazer o bem e não o faz, comete pecado.” (Tg 4:17)

O terceiro servo escondeu (do seu senhor) o talento que recebeu na terra. Ele cavou na terra e escondeu ali. Ou seja, ele não fez nada com o talento, apenas escondeu.

Apendemos algumas lições nisso. Primeiro, ele fez um pré-julgamento do seu senhor “eu conhecia-te, que és um homem duro…”. Se o homem era mesmo duro, porque confiou o talento aos seus servos? Segundo, provavelmente este servo não se agradou por ter recebido menos que os outros. Terceiro, ele não deu valor ao que recebeu, enterrando na terra.

9. O que tem recebe mais e o que não tem perde

28 Tirai-lhe, pois, o talento e dai-o ao que tem os dez talentos.29 Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver, até o que tem ser-lhe-á tirado.”

O que tem fidelidade, recebe mais confiança; o que tem bondade, recebe mais boas obras; o que administra bem, recebe mais para administrar; o que ama, mais pessoas virão para receber amor. Porque a quem usa bem o que lhe dão, mais se dará, e terá muito.

10. Não seja inútil

30 Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali, haverá pranto e ranger de dentes.”

O senhor dos servos deu três adjetivos ao servo que enterrou o talento na parábola:

  1. Servo mau (Mateus 25:26)
  2. Servo negligente (Mateus 25:26)
  3. Servo inútil (Mateus 25:30)

Aquele servo foi inútil porque não teve utilidade para seu senhor. Se ele descansou enquanto seu senhor estava ausente, quando voltou, o servo enfrentaria aflições.

Ao contrário, aqueles fieis, trabalharam, mas agora, receberiam “entra no gozo do teu senhor”.

Os crentes fieis até passam por momentos passageiros de tribulações, mas para receberam uma eterna alegria. Os ímpios até tem um momento passageira de alegria, mas no fim terão um tormento eterno.

Cuide bem daquilo que Deus lhe deu, seja fiel, pois, em breve você ouvirá “Bem está, servo bom e fiel.”

Sobre o Autor

Andre Lourenco
Andre Lourenco

Bacharel em Teologia e tecnólogo em Gestão da Qualidade, André possui mais de 15 anos de experiência na pregação. Autor de cursos de homilética e hermenêutica, também leciona na EBD.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.