Criacionismo: Estudo Bíblico sobre a História da Criação

A bíblia sagrada inicia-se com a célebre afirmação que Deus criou o universo.

“No princípio criou Deus os céus e a terra.” (Gênesis 1:1)

Podemos perceber que, diferente do mundo em que vivemos, não há nenhum interesse nas Escrituras em provar a existência de Deus. Os autores bíblicos já tinham como pressuposto a verdade sobre Deus.

O relato apresentado no livro de Gênesis não é uma alegoria, e é crucial considerarmos a história da criação como um fato histórico, algo que ocorreu exatamente conforme está escrito. Levando em conta esse princípio, vamos agora examinarmos através deste estudo bíblico sobre a história da Criação, começando com a definição do Criacionismo Bíblico.

Criacionismo bíblico

história da criação

O criacionismo bíblico é uma perspectiva teológica que se baseia na interpretação literal da narrativa da criação encontrada no livro de Gênesis, no Antigo Testamento da Bíblia. Essa crença afirma que a descrição da criação divina em Gênesis, com a formação do universo em seis dias e o descanso no sétimo dia, é uma representação literal e precisa dos eventos históricos que levaram à existência do mundo, da vida e da humanidade.

Para os adeptos do criacionismo bíblico, o relato de Gênesis é considerado uma narrativa factual e direta da criação, acreditando que Deus criou o universo exatamente como está descrito na Bíblia. Isso implica a crença na criação em um período de seis dias literais, frequentemente interpretados como dias de 24 horas cada, e na origem de todas as formas de vida por meio de intervenção divina direta.

O criacionismo bíblico contrasta com outras interpretações da origem do universo, como por o exemplo, o evolucionismo, que se baseia na teoria científica da evolução, e também difere de visões teológicas que consideram a narrativa da criação em Gênesis como mais simbólica ou alegórica, em vez de uma descrição literal dos eventos.

É importante mencionar que diferentes correntes do criacionismo bíblico existem, algumas mais rígidas em sua interpretação literal do texto bíblico, enquanto outras consideram abordagens que conciliam certos aspectos científicos com a crença na criação divina.

3 Propósitos do criacionismo

O Criacionismo possui três objetivos claros, destacando a sua importância não apenas como uma visão da origem do universo, mas também como um fundamento para a compreensão da relação entre Deus, a humanidade e toda a criação.

1. Evidenciar Deus como o Criador de todas as coisas

O primeiro objetivo do Criacionismo é afirmar que Deus é o criador de todo o universo, da Terra, da vida e de todas as coisas visíveis e invisíveis. Isso enfatiza a crença de que tudo o que existe teve origem no ato criativo de Deus, conforme descrito na narrativa bíblica da criação. Reconhece-se que Ele é a fonte de toda a existência e que Seu poder e sabedoria são demonstrados na criação.

2. Estabelecer que, por ter criado tudo, tudo pertence a Ele

O Criacionismo ressalta que, por ser o Criador, tudo no universo pertence a Deus. Essa ideia, no entanto, implica que a propriedade de todas as coisas está intrinsecamente ligada a Ele, e Ele tem autoridade e domínio sobre toda a criação. Isso reflete a soberania divina sobre o mundo que Ele criou e enfatiza que somos meros administradores, responsáveis ​​por cuidar e preservar o que pertence a Ele.

3. Conduzir-nos a adora-Lo como nosso Criador e Soberano

O terceiro objetivo do Criacionismo é levar as pessoas a adorar a Deus como Criador e Senhor. Reconhecer que Ele é o autor da vida e de toda a criação leva uma atitude de reverência, entusiasmo e submissão a Ele. Esse objetivo busca estabelecer um relacionamento correto entre o Criador e Suas criaturas, promovendo a devoção e o reconhecimento da dependência de todos em relação a Ele.

História da criação

criação

A história da criação, conforme descrita no livro de Gênesis na Bíblia, destaca a palavra hebraica “bara” (בָּרָא), que é comumente traduzida como “criar”. O verbo “bara” é específico para a ação criativa exclusiva de Deus, denotando a criação a partir do nada, algo novo e original, sem ter sido anteriormente existente.

A história da criação inicia-se com a frase-chave “No princípio, Deus criou os céus e a terra.” (Gênesis 1:1). Essa declaração introdutória estabelece que Deus é o autor e o iniciador de toda a existência. Veremos à seguir, quais foram as criações de Deus:

  1. Dia 1: Luz (1:3)
  2. Dia 2: Céus, aguas (1:6)
  3. Dia 3: Terra seca, vegetação (1:9-11)
  4. Dia 4: Luzeiros (1:14)
  5. Dia 5: Peixes, aves (1:21)
  6. Dia 6: Deus cria os animais terrestres e, por fim, o ápice da criação é a formação do ser humano, Adão e Eva.
  7. Dia 7: Deus descansou (2:1-3)

O uso do verbo “bara” em relação a Deus destaca Sua capacidade exclusiva de trazer à existência algo totalmente novo e original. Isso aponta para Sua autoridade como Criador, estabelecendo a natureza única e incomparável de Sua ação na formação do universo e de toda a vida.

A história da criação enfatiza o poder criativo e a soberania de Deus sobre a criação, refletidos na singularidade do verbo “bara” e em Sua capacidade exclusiva de trazer à existência aquilo que não existia anteriormente.

Somos criados à imagem e semelhança de Deus

imagem e semelhança de Deus

Ser criado à imagem e semelhança de Deus é um reflexo da nossa natureza intrínseca. Reflete a essência divina dentro de cada um de nós. Isso nos conecta a Ele, evidenciando a capacidade de refletir Seu caráter, Sua bondade e criatividade.

Ser à Sua imagem significa ser dotado de moralidade, consciência e livre-arbítrio. Essa semelhança não é física, mas espiritual e moral, permitindo-nos amar, perdoar e criar, características que refletem a natureza divina. Somente o homem recebeu o sopro de Deus, portanto tem um espírito imortal, por meio do qual pode ter comunhão com Deus.

Essa singularidade nos confere valor e propósito, destacando a responsabilidade de cuidar da criação e viver em harmonia com o Criador e com nossos semelhantes. Ser feito à Sua imagem é um convite à intimidade com Deus, refletindo Seu amor e compartilhando esse amor com o mundo ao nosso redor.

Versículo sobre a criação

versículos da bíblia sobre a criação

Existem vários versículos na Bíblia que falam sobre a criação. Aqui estão alguns dos principais versículos sobre a criação, encontrados principalmente no livro de Gênesis:

1. Gênesis 1:1

“No princípio, Deus criou os céus e a terra.”

2. Gênesis 1:27

“Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”

3. Gênesis 1:31

“E viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom.”

4. Gênesis 2:1-2

“Assim foram acabados os céus e a terra, e todo o seu exército. E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra que tinha feito.”

5. Salmos 33:6

“Pela palavra do Senhor foram feitos os céus, e todo o exército deles pelo sopro da sua boca.”

6. Colossenses 1:16

“Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.”

7. Isaías 45:18

“Pois assim diz o Senhor que criou os céus, o Deus que formou a terra, que a fez e a distribuiu; não a criou para ser um caos, mas para ser habitada: Eu sou o Senhor e não há outro .”

8. Salmo 104:14

“Tu fazes crescer o capim para os rebanhos e as plantas que o homem cultiva, para da terra tirar o alimento.”

9. Salmo 104:19

“Fez a lua para marcar as festas anuais, o sol conhece a hora de se pôr.”

10. Salmo 50:10-12

“Pois meu é todo animal da selva, o gado sobre mil montanhas. Conheço todas as aves dos montes, e tudo o que se move no campo me pertence.”

Conclusão

Para concluirmos, a criação é a manifestação da vontade de Deus. Deus quis criar, e o objetivo principal dessa criação é manifestar a Sua glória, nisto está o propósito da criação.

Proclamando a glória de Deus, revelando Sua magnificência, perfeição e amor, e convidando a humanidade a considerar e se maravilhar diante do Criador de tudo que existe.

Assim, a criação não apenas exibe a grandiosidade e a beleza do universo, mas serve como um testemunho constante da grandeza e do propósito divino por trás de todas as coisas.

“Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.” (Apocalipse 4:11)

Se você gostou deste estudo sobre a criação, continue lendo aqui:

Sobre o Autor

Indiara Lourenço
Indiara Lourenço

Já produzi centenas de artigos para sites cristãos. Sou mãe, esposa e serva que ama fazer a obra de Deus. Desde cedo compartilho a palavra de Deus e aqui espero alcançar mais pessoas através de estudos bíblicos.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.