4 Lições da história de Raabe na Bíblia

Os rumores se espalharam rapidamente pela cidade, deixando todos em pânico e vivendo com medo. Os israelitas conquistaram Siom e Ogue, os dois reis amorreus, e agora enviaram dois espiões para espiar as terras. A pergunta que pairava no ar era: Jericó seria a próxima cidade a ser destruída?

O povo de Jericó ouviu falar sobre como o Deus dos israelitas abriu o Mar Vermelho, trouxe pragas sobre seus inimigos e os conduziu pelo deserto. Ao saberem da presença dos espiões, perderam o ânimo, e a coragem de todos foi por água a baixo.

Estrategicamente localizada na estrada principal de Canaã para o leste, Jericó era uma pequena cidade. O local era um oásis no meio do deserto, graças às muitas nascentes de águas naturais que irrigavam o vale. Cercada por paredes duplas com quinze pés de distância, a cidade protegia os habitantes e salvaguardava as nascentes de água. Algumas casas foram construídas nas paredes, oferecendo alojamento para viajantes cansados.

História de Raabe na Bíblia

Raabe ficou olhando pela janela a antiga cidade de Jericó, uma visão de grande beleza. Ela era uma mulher de força e coragem. Providenciando sempre hospedagem para os viajantes que visitavam Jericó e oferecia comodidades adicionais ao seu hóspede do sexo masculino, caso desejasse. Apesar de ser conhecida como a “prostituta” devido à sua ocupação, Raabe ansiava profundamente por algo mais.

Diferente das outras mulheres em Jericó, Raabe sempre sentira um desejo por algo maior do que a vida que conheceu como prostituta na cidade. Ouvindo os comentários que causavam pavor em toda aquela Cidade, em vez de tremer de medo, ela encheu seu coração de esperança. Seria possível que esse Deus, que libertara Seu povo do Egito, pudesse proporcionar a libertação que ela tão desesperadamente desejava?

Raabe e os espias

Ao entrarem na cidade, os dois espiões procuraram refúgio num lugar improvável: a casa de hóspedes de Raabe. Embora seu estabelecimento fosse um covil de iniquidade, era também um lugar de segredos, tornando-o o esconderijo perfeito para os espiões. Eles então, confiaram em Raabe para manter sua presença oculta, sem saber que Deus já estava trabalhando em seu coração.

Raabe cumprimentou os espias e ouviu atentamente enquanto falavam do seu Deus, o Deus de Abraão, Isaque e Jacó. Suas histórias despertaram esperança nela, inspirando pensamentos de escapar da destruição iminente de Jericó.

Recebendo a notícia da presença dos espiões, o rei de Jericó enviou mensageiros a Raabe, ordenando-lhe que os trouxesse para fora. Ciente do grave perigo, Raabe deu um ousado passo de fé. Escondeu os espiões israelitas no telhado de sua casa, sob feixes de linho, e mentiu aos mensageiros do rei sobre o paradeiro deles. Alegou que já haviam partido e que, se se apressassem, poderiam alcançá-los.

Quando os portões da cidade se fecharam durante a noite, Raabe abordou os espiões, compartilhando sua fé recém-adquirida e pedindo proteção para si e sua família quando Jericó caísse. Seu apelo não foi apenas neste momento de desespero, mas também uma confissão de fé no único Deus verdadeiro.

Os espiões ouviram atentamente enquanto Raabe falav:

“Agora, pois, jurai-me, vos peço, pelo SENHOR, que, como usei de misericórdia convosco, vós também usareis de misericórdia para com a casa de meu pai, e dai-me um sinal seguro. De que conservareis com a vida a meu pai e a minha mãe, como também a meus irmãos e a minhas irmãs, com tudo o que têm e de que livrareis as nossas vidas da morte.” (Josué 2:12-13).

Tocados pela fé e confiança de Raabe, os espiões concordaram com seu pedido e deram instruções específicas. Pediram a Raabe que pendurasse um fio de escarlata na janela, como símbolo de sua fé e também como um sinal para que o exército israelita pudesse poupar sua casa.

Cheia de gratidão, Raabe fez uma escolha e uma declaração de fé no Deus de Israel. Uma decisão que impactaria sua vida e a de sua família para sempre. Naquela noite, Raabe ajudou os espiões a escapar por uma janela de sua casa, descendo uma corda até o chão.

Os espias israelitas voltaram a Josué e relataram o que tinham visto em Jericó. Josué, encorajado pelo testemunho de Raabe e pela certeza do favor de Deus, buscou com nova determinação a orientação divina para capturar a cidade.

Salvação de Raabe

Os dias tornaram-se longos, e as noites ainda mais intermináveis. A antecipação da invasão israelita pesava no coração de Raabe, mas ela agarrou-se à sua fé recém-adquirida e à promessa de salvação. Da sua janela, Raabe observava os israelitas marcharem ao redor da cidade.

Durante seis dias, os israelitas circundaram Jericó em silêncio, transportando a Arca da Aliança. Apesar da crescente tensão na cidade, Raabe sentia-se em paz. Acreditava e confiava em Deus para proteger ela e sua família. Mesmo com medo e ansiedade ao redor, Deus proporcionou a Raabe uma paz de espírito e de coração que ultrapassava o entendimento. Como escreveu o profeta: “Tu manterás em perfeita paz aqueles cuja mente está firme, porque confiam em ti” (Isaías 26:3).

Ao amanhecer do sétimo dia, os israelitas começaram a marchar em silêncio ao redor de Jericó. Seguindo a ordem de Deus, circundaram a cidade sete vezes. Em seguida, tocaram suas trombetas e gritaram com toda a força. As muralhas de Jericó ruíram, e a cidade caiu, exatamente como Deus havia prometido.

Em meio ao caos e à destruição, a casa de Raabe permaneceu intocada. O cordão de escarlata balançando em sua janela, um sinal de sua fé, marcava sua casa como um lugar de refúgio. Quando a poeira baixou, Raabe emergiu das ruínas, uma mulher transformada pela sua fé. Sabia que o Deus de Israel, que a ouvira clamar por segurança, a libertara da destruição da cidade.

Os israelitas acolheram Raabe e sua família no acampamento. Ela, então abandonou sua vida anterior, seus pecados escarlates, e abraçou o Deus de Israel de todo o coração. Raabe casou-se com um homem israelita e tornou-se ancestral do Rei Davi e de Jesus Cristo.

A fé de Raabe

“Pela fé Raabe, a meretriz, não pereceu com os incrédulos, acolhendo em paz os espias.” (Hebreus 11:31).

Na “galeria da Fé” registrada em Hebreus 11, apenas duas mulheres são mencionadas: Sara, esposa de Abraão, e Raabe, a prostituta de Jericó. Embora, humanamente falando, não tivessem nada em comum, ambas exerceram uma fé salvadora no Deus vivo e verdadeiro.

A característica mais significativa em Raabe era a sua fé. Como afirma Hebreus 11:6, “sem fé é impossível agradar a Deus”. Raabe compreendia isso profundamente, acreditando que Deus existe e recompensa aqueles que O buscam de maneira sincera.

Ao falar com os espias, Raabe fez uma confissão de fé notável, considerando o contexto de sua vida em um mundo de idolatria pagã. Ela expressou sua convicção na supremacia do Senhor, afirmando que Ele era o Deus nos céus e na terra.

A fé de Raabe ia além das palavras. Ela acreditava em um Deus único, pessoal e capaz de agir em favor daqueles que confiavam Nele. Sua crença transcendia fronteiras nacionais, reconhecendo Deus como soberano nos céus e na terra.

A fé de Raabe não era apenas teórica, mas ativa. Tiago 2:25-26 destaca sua justiça, não apenas por suas palavras, mas por suas obras. Ao receber os espiões e arriscar sua vida, Raabe provou a autenticidade de sua fé. Sua fé não era passiva, mas expressa através de ações concretas.

É crucial destacar que a salvação de Raabe e sua família não foi resultado de suas ações ou da presença do cordão de escarlata na janela. Foi a fé deles no Deus de Israel que os salvou. Suas ações foram uma manifestação tangível de sua fé, mas a base fundamental foi a confiança em Deus.

Enfim, a fé de Raabe não apenas a conduziu a proteger os espiões, mas também a colocar sua confiança no Deus que ela reconheceu como o único salvador.

Genealogia de Raabe

A genealogia de Raabe é mencionada na Bíblia, especificamente em Mateus 1:5, onde ela é identificada como parte da linhagem de Jesus Cristo. Na genealogia de Jesus apresentada por Mateus, Raabe é listada como a mãe de Boaz, que por sua vez é o pai de Obede, e Obede é o pai de Jessé, o pai do rei Davi.

A genealogia de Raabe destaca um aspecto notável na narrativa bíblica, pois ela era uma mulher gentia e uma ex-prostituta de Jericó. No entanto, sua fé em Deus e suas ações corajosas foram recompensadas, e ela foi incorporada à linhagem do Messias. Isso enfatiza a preciosa graça de Deus, que não faz acepção de pessoas com base em sua origem ou história passada.

4 Lições da história de Raabe

lições da história de Raabe

A história de Raabe serve como um lembrete poderoso de que Deus pode usar pessoas improváveis e transformar vidas, demonstrando Sua misericórdia e redenção. Sendo assim, vamos aprender as principais lições que podemos aprender com a linda história de salvação de Raabe.

1. A Transformação pela Fé

Raabe nos ensina que a fé pode transformar vidas. Mesmo sendo conhecida como a “Pecadora Escarlate” devido à sua ocupação, ela não permitiu que seu passado a definisse. Ao abraçar a fé no Deus de Israel, Raabe experimentou uma mudança profunda em sua vida, deixando para trás sua antiga identidade e pecados. A lição aqui é que, independentemente do nosso passado, a fé pode nos conduzir a uma transformação significativa.

2. A Importância da Ousadia e Coragem

Raabe demonstra ousadia e coragem ao esconder os espiões israelitas e desafiar a ordem do rei de Jericó. Sua decisão corajosa, baseada na fé, salvou sua vida e a de sua família. A lição é que, em certos momentos, é necessário tomar decisões corajosas, especialmente quando estão alinhadas com princípios éticos e valores espirituais. Ousar fazer o que é certo, mesmo diante de desafios, pode resultar em bênçãos inesperadas.

3. A Redenção e Inclusão no Plano de Deus

Raabe, uma estrangeira e prostituta, foi incluída no plano de Deus e tornou-se ancestral de figuras importantes na linhagem messiânica, como o Rei Davi e Jesus Cristo. Isso destaca a surpreendente redenção e salvação que Deus oferece a todos, independentemente de origem, passado ou status social. A lição é que Deus busca corações dispostos, e Sua graça pode superar qualquer estigma ou erro passado, permitindo-nos desfrutar de um papel significativo em Seu plano divino.

4. A oferta de salvação é para toda humanidade

A lição que podemos extrair da experiência de Raabe é a universalidade da oferta de salvação para todos os crentes que depositam confiança em Deus. A história de Raabe destaca que não há limitações ou restrições baseadas em origens, históricos pessoais ou erros passados. Independentemente da condição inicial de alguém, a disposição para confiar em Deus é o fator crucial para acessar a oferta de salvação.

Essa lição ressalta a igualdade perante Deus, indicando que Sua graça está disponível a todos, independentemente de quem somos ou do que fizemos. Encoraja os crentes a reconhecerem a importância da confiança e fé em Deus como o caminho para a salvação, proporcionando esperança e encorajamento para aqueles que podem sentir que seus erros ou circunstâncias os excluem da graça divina. Assim, a história de Raabe nos lembra da amplitude da misericórdia de Deus, acolhendo todos os que O buscam com confiança e fé.

Se você gostou deste estudo sobre as lições de Raabe, então continue lendo aqui:

Sobre o Autor

Indiara Lourenço
Indiara Lourenço

Indiara possui mais de 20 anos de experiência ensinando e pregando. Já atuou em vários ministérios como: infantil, feminino e jovens. Estudante de teologia, também ministra aulas na EBD.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.