5 Mulheres improváveis na Genealogia de Jesus

mulheres da genealogia de Jesus

Quando olhamos para a genealogia de Jesus, vemos um grande segredo a ser descoberto. Pois a intenção de Mateus ao escrevê-la era comprovar para os Judeus que Ele era o Messias, a respeito de quem Moisés e os profetas haviam testemunhado.

Visto que Abraão fora informado por Deus de que o Messias seria seu descendente (Gênesis 22:18 e Gálatas 3:16), Mateus traça a Sua genealogia desde Abraão. Diferentemente de Lucas (Lucas 3:23-38), que além de fazer o caminho inverso, vai de Jesus até Adão. Pois sua intenção era escrever para os gentios gregos.

Como na cultura hebraica o pai era a figura principal da família. Mateus baseia sua lista dos ancestrais de Jesus nos nomes masculinos. Contudo, surpreendentemente, no meio de tantos nomes de homens, aparecem os nomes de cinco mulheres improváveis, são elas: Tamar, Raabe, Rute, Bate-Seba e Maria.

O que surpreende nesta lista, é que Mateus, além de incluir o nome das mulheres, contrariando as regras da cultura hebraica, ele ignora os fatos. Pois, três delas não eram judias, uma foi prostituta, outra uma adúltera e, uma delas, teve um filho do próprio sogro.

É interessante que nomes de mulheres honradas como Sara e Raquel nem foram mencionados por Mateus. Pois parece que a sua intenção era mesmo chamar a atenção para as circunstâncias incomuns na vida dessas mulheres.

Elas tinham seus nomes, exceto Rute, envolvidos em escândalos, o que, na visão de qualquer outro historiador não cristão, seria motivo para excluí-las da sua lista, com receio de manchar a imagem de Jesus.

Sendo assim, vamos conhecer um pouco melhor de cada uma dessas mulheres improváveis que entraram para a história fazendo parte da genealogia de Jesus.

Genealogia de Jesus: 5 Mulheres na linhagem de Jesus

1. Tamar

“E Judá gerou, de Tamar, a Perez e a Zerá” (Mateus 1:3)

Tamar teve um filho de Judá, seu sogro, naquela história na qual ela se disfarçou de prostituta a fim de enganá-lo (Gênesis 38:1-30), esta criança está incluída na genealogia de Jesus.

2. Raabe

“E Salmom gerou, de Raabe, a Boaz.” (Mateus 1:5a)

Raabe entrou para a genealogia de Jesus, mesmo sendo uma prostituta na Cidade de Jericó. Contudo, ela recebeu a salvação por ter dado abrigo aos espiões israelitas. Sendo assim mais tarde, ela se casou com um hebreu e dessa união nasceu um ancestral de Jesus (Josué 2:1-21).

3. Rute

“Boaz gerou de Rute a Obede.” (Mateus 1:5b)

Rute era a nora de Noemi e, embora fosse uma mulher de excelente caráter, ela não era judia, fato este suficiente para excluí-la de qualquer outra lista tradicional hebraica (Rute 1-4).

Contudo, ela entrou para a genealogia de Jesus, pois Deus não olha para o passado da pessoa, mas sim, para o coração arrependido. Rute foi uma jovem guerreira, após ficar viúva do seu primeiro marido, ela deixou tudo para trás e passou a acompanhar sua sogra Noemi, e mais, ela passou a adorar o Deus da sua sogra, o qual era e é o único e verdadeiro Deus.

4. Bate-Seba

“E Jessé gerou ao rei Davi; e o rei Davi gerou a Salomão da que foi mulher de Urias.” (Mateus 1:6)

Bate-Seba não somente tem o seu nome mencionado, como também Mateus faz questão de lembrar que ela fora a mulher de Urias, a quem Davi mandou matar, para esconder o adultério que havia praticado com ela (2 Samuel 11; 1-27).

5. Maria

“Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.” (Mateus 1:18)

Maria era uma jovem humilde nascida na pequena Cidade de Nazaré, onde ninguém esperava que pudesse vir algo bom de lá. Ela ainda não era casada e estava apenas noiva de José, contudo, ela se entregou ao Senhor, quando o anjo lhe apareceu e disse que ela ficaria grávida.

Essa entrega de coração e alma, a fez com que entrasse para a genealogia de Jesus, como a mulher mais importante para a história da redenção. Ela não se importou com os riscos de apedrajamento, desprezo e abandona, porém, ela creu que quem falava com ela e fazia a promessa, era fiel para cumprir.

Lição que aprendemos com as mulheres descritas na Genealogia de Jesus

Não podemos nos esquecer de que a bíblia foi escrita por homens. Porém, estes, como nos lembra Pedro, não falaram por si mesmos, mas falaram inspirados pelo Espírito Santo (2 Pedro 1:21).

Isto quer dizer que era a vontade de Deus que Mateus mencionasse o nome dessas mulheres de vida duvidosa. Pois a intenção do céu era nos revelar esse grande segredo na genealogia e deixar essa preciosa lição, somente para nos mostrar que, quando uma pessoa se arrepende e muda o rumo de sua vida, Deus a considera como uma nova criatura.

O grande segredo é que Deus não vê como o homem vê, nós temos olhares julgadores, de condenação, mas Deus olha e enxerga um coração contrito e aquebrantado. Arrependido de todo o pecado cometido, acredite Deus não enviou Seu filho para os bons, mas sim para os pecadores que necessitavam de salvação.

Ele deseja que nós entendamos esta verdade, não apenas para aplicá-la à nossa própria vida, mas para nos ajudar a entender como devemos considerar e tratar as pessoas que erram.

Enfim, a lição aqui é Deus escolhe os improváveis, aqueles que ninguém dá nada, que ninguém acredita e faz assentar com princípes.

Conheça mais sobre as mulheres na genealogia de Jesus

Sobre o Autor

Indiara Lourenço
Indiara Lourenço

Indiara possui mais de 20 anos de experiência ensinando e pregando. Já atuou em vários ministérios como: infantil, feminino e jovens. Estudante de teologia, também ministra aulas na EBD.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *