4 Lições da História de Diná na Bíblia

Diná, a única filha mulher de Jacó com sua esposa Lia, tinha um futuro brilhante e promissor. Ela tinha tudo para construir uma história linda e feliz. Contudo, após um erro que aparentemente seria algo normal, sua história encantadora se transformou em uma tragédia, com um dos finais mais tristes e sangrentos da história bíblica.

Quando seu pai, Jacó, mudou-se com sua família para os arredores da cidade de Siquém, Diná ficou um tanto curiosa para conhecer a cidade vizinha e decidiu sair para dar uma volta, fazer amizades com as moças dali. Enfim, ela foi dar um passeio, ignorando quaisquer perigos que pudessem existir.

Vale ressaltar que o estilo de vida pagão dos jovens siquemitas era totalmente oposto à tradição familiar de Diná. Com apenas aproximadamente 15 anos de idade, ela não fazia ideia da maldade que existia naqueles corações.

A Tragédia de Diná

Diná, por certo uma jovem de boa aparência, andando sozinha pelas ruas, foi avistada por um príncipe cananita, que a sequestrou e, sem o consentimento da jovem, a possuiu, deixando-a humilhada (Gênesis 34).

Claro que, não importa quais as circunstâncias que levaram àquela tragédia, Diná certamente não esperava nem merecia tal humilhação. Agora, aquela linda moça não só teria que conviver com o trauma, como também com poucas chances de um casamento feliz no futuro.

Após tudo isso ter acontecido, o jovem Siquém se apaixonou por Diná e pediu a Hamor, seu pai, que fosse até Jacó para pedi-la em casamento, como era costume na época. O príncipe a queria tanto que Hamor disse a Jacó para estabelecer o valor do dote da noiva, propondo também uma aliança entre os dois povos, algo que era proibido por Deus.

Jacó recebeu aquela triste notícia em silêncio e aguardou seus filhos mais velhos chegarem do campo para lhes contar o que havia acontecido com a menina da casa. Os irmãos de Diná ficaram furiosos ao saber do ocorrido, indo até a casa do príncipe e resgatando sua irmã, promovendo um massacre na cidade.

Embora o que Siquém havia feito fosse deplorável, ele demonstrou mais integridade moral ao tentar consertar a situação do que o pai e irmãos de Diná. Através de uma dolorosa estratégia, eles colocaram toda a população masculina em desvantagem e depois massacraram.

O resultado do passeio de Diná pela cidade de Siquém foi absolutamente trágico: ela foi violentada, todos os homens da cidade foram mortos, mulheres e crianças foram escravizadas, Jacó e sua família tiveram de abandonar o lar, as chances de Diná conseguir um bom casamento desapareceram, e o nome de Deus foi desonrado entre os idólatras.

4 Lições bíblicas de Diná

história de Diná na Bíblia

Através dessa triste história de Diná, podemos tirar lições muito profundas, pois até mesmo as escolhas mais simples são, na maioria das vezes, desafios espirituais. Vejamos, então, a seguir o que podemos aprender.

1. Andai sempre em vigilância

“Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.” (1 Pedro 5:8)

A primeira lição que aprendemos com a história de Diná é sobre a vigilância. Satanás é tão astuto que pode nos destruir em apenas um momento de distração. Se Diná estivesse vigiando, atenta contra as ciladas do inimigo, ela nem mesmo teria pisado no terreno encantador de satanás. Contudo, o que vemos é que ela deu brecha, sofrendo as mais terríveis consequências.

Lembre-se, a curiosidade sobre o mundo pode colocá-la em situações nas quais poderá sofrer nas mãos de pessoas maldosas.

Estejamos, pois, atentos e vigilantes.

2. Jovens obedeçam aos seus pais

“VÓS, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.” (Efésios 6:1-3)

A segunda lição que podemos tirar da história de Diná é sobre a obediência aos pais. Sabemos que os filhos nos dias de hoje se deixam levar por más conversações. Para eles, nada tem a ver; tudo é normal.

Contudo, ao meditarmos nessa triste e trágica história de Diná, vemos que o perigo é iminente o tempo todo. Os filhos devem dar ouvidos aos conselhos de seus pais. Sempre tenho comigo e falo para meu filho: aquilo que pai e mãe não aprovam, é porque já está reprovado diante de Deus.

A melhor coisa a se fazer é obedecer e não insistir; assim, não sofrerá as possíveis consequências do seu erro.

lições de Diná

3. Pais instruam os seus filhos com amor

“A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma, envergonha a sua mãe.” (Provérbios 29:15)

Quando olhamos para Diná e sua história, é possível nos perguntarmos: Será que Jacó e Lia a orientaram sobre a maldade daquele povo?

Claro, não devemos julgá-los, porém, fica aqui uma lição para os pais: Orientem seus filhos, estejam atentos a quem eles estão andando, ao que estão conversando e até mesmo ao que estão colocando diante de seus olhos.

Deus nos deu uma responsabilidade como pais, para orientar, corrigir e, se preciso, usar até a vara. Agindo conforme a Bíblia Sagrada nos ensina, teremos filhos saudáveis espiritualmente e, ao contrário de Diná, com um futuro lindo e promissor.

4. Nosso lar precisa ser um pedacinho do céu

“É MELHOR um bocado seco, e com ele a tranqüilidade, do que a casa cheia de iguarias e com desavença.” (Provérbios 17:1)

A família de Jacó revela um verdadeiro desatino. Podemos até imaginar como foi a criação dos filhos, vendo as duas esposas de Jacó em extrema rivalidade. A ira e a vingança estavam implantadas nos corações dos irmãos de Diná. Isso nos mostra o resultado de um lar onde não há união, amor, conversas e ensinamentos bíblicos. Mas que pelo contrário, existe desavenças, fofocas, rivalidades e todo tipo de desunião.

Que possamos, hoje, ao meditarmos neste estudo bíblico sobre as lições da história de Diná e fazer com que nosso lar seja um pedacinho do céu. Quando surgirem problemas, entre no seu quarto, feche a porta e converse com Deus no secreto, buscando orientação e sabedoria para agir de forma sábia.

Pois, fazendo isso você desfrutará de um lar de paz e amor, onde reina verdadeiramente o Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.

Se você gostou destas 4 lições da história de Diná, continue lendo aqui:

Sobre o Autor

Indiara Lourenço
Indiara Lourenço

Indiara possui mais de 20 anos de experiência ensinando e pregando. Já atuou em vários ministérios como: infantil, feminino e jovens. Estudante de teologia, também ministra aulas na EBD.

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicitar exportação de dados

Use este formulário para solicitar uma cópia de seus dados neste site.

Solicitar a remoção de dados

Use este formulário para solicitar a remoção de seus dados neste site.

Solicitar retificação de dados

Use este formulário para solicitar a retificação de seus dados neste site. Aqui você pode corrigir ou atualizar seus dados, por exemplo.

Solicitar cancelamento de inscrição

Use este formulário para solicitar a cancelamento da inscrição do seu e-mail em nossas listas de e-mail.